PRINCÍPIO DA SEMANA #174

ób·vi·o- (latim obvius, -a, -um, que vai ao encontro, acessível, trivial)- Que salta à vista; Que não pode ser questionado ou discutido; Que pode ser captado intuitivamente; Não raro; Que se conhece ou espera previamente; Aquilo que é manifestamente evidente.

Uma proposição óbvia é aquela que parece imediatamente verdadeira, a quem a entenda. Os chamados factos empíricos, como “as galinhas põem ovos”. Consideram-se óbvios porque são dados de senso-comum, conhecidos por todos. Geralmente também são considerados óbvios aqueles conteúdos que se repetem num discurso sem fornecer novas informações, [assim de repente e fazendo uma generalização, lembro-me logo de um discurso político, em que tudo podia ser dito, em apenas, uma frase…].

“O óbvio também precisa de ser dito”. Frase que vi, há algum tempo, “grafitada” numa parede. Ficou-me na mente, pois e para além da definição, em si, tirando os tais factos empíricos, o que é o óbvio, afinal? Numa altura em que tudo parece ser cada vez mais contestável haverá assim tanto espaço para “algo que não pode ser questionado ou discutido”?

Pessoalmente é uma palavra e adjectivo ao qual dou pouco uso. Na minha opinião há muito poucas coisas que o são, logo raramente parto deste pressuposto. Mais, atribuo à palavra e ao seu uso no dia-a-dia, alguma presunção, no sentido de, no nosso quadro mental, algo ser tão óbvio que não deixa de ser necessário dizer, o que é, para mim, o supra- sumo das presunções. “É óbvio que vou, é óbvio que dou, é obvio que gosto, é obvio que amo”, etc, etc., logo não tenho de dizer.

Parece-me que as coisas óbvias são aquelas que nos chegam por outras vias, aquelas que não são visíveis aos olhos, aquelas que vemos, sem existirem fisicamente. Aquelas que, muitas e muitas vezes, não queremos ver. Uma notícia que recebemos e que “vemos” claramente que é óbvio que será bom, ou mau, mas este é um estado interno e não partilhado pelo mundo. Exemplo: Quando conhecemos bem, mas mesmo bem, alguém, o que essa pessoa vai fazer ou pensar, consoante uma determinada situação, frase ou estímulo, torna-se claríssimo e óbvio para nós.  

O que é muito claro e não é difícil de entender, torna-se evidente, pura e simplesmente porque o sentimos. Claro, evidente, manifesto, patente, visível, axiomático, incontestável, indiscutível, irrefutável. Assim, de repente, só me lembro de uma "coisa"que encaixa aqui. ➸ [Simples assim]

CONVERSATION

0 comentários:

Enviar um comentário

Back
to top