novembro 03, 2016

SE TU GOSTAS... |EU QUERO É QUE SEJAS FELIZ| #17

É um dilema de cada vez que se pretende convidar uma rapariga para sair. O trivial é convidar para jantar, até porque pode levar a mais qualquer coisa pela noite dentro… Mas penso que está na altura de inovar. Exemplos: convidar para almoçar e depois ver uma exposição, passear à beira-rio ou mar, ou apenas ver uma simples feira de rua de antiguidades parecem-me algumas das iniciativas que não ficam bem nem mal. Apenas servem para um contacto.

E falo disto porque vejo erros crassos da parte dos homens quando se propõem jantar fora pela primeira vez com a “The One”. Ontem ouvia um amigo a contar que tinha levado uma rapariga a jantar num restaurante a que nunca tinha ido, mas como tinha uma placa a dizer “Rodízio de Picanha” ele achou interessante… Posto isto, perguntei: “E depois voltaram a encontrar-se?” Resposta óbvia: “Não.” Pudera…. Ele acrescentou ainda que o preço era bom, a carne não era má mas que apesar de tudo comeram muito, que era preciso ir com fome. Óh meu amigo, mas afinal o que querias comer tu?? Pelos vistos ele apenas queria companhia para jantar...

Outro exemplo da falta de foco de muitos homens: estava num restaurante no Algarve cuja especialidade é Naco na Pedra - não foi a minha escolha nem dos meus parceiros gastronómicos – e reparei num casal jovem, cuja intimidade ainda não era evidente, que se sentam na mesa ao lado. Ele sugere-lhe que ambos deviam comer aquilo a especialidade, que era uma maravilha. Óh meu amigo, mas qual é a pessoa que gosta de cheirar a carne e fumo a noite toda? Isto para além da trabalheira de andar a virar o Naco para ver se fica assado, que depois acaba por ficar cozido (arghhhh!!) porque a pedra fica fria… Pareceu-me que ele não ia ouvir o “Get Lucky” naquela noite… Outros têm ainda a brilhante ideia de as levar a um restaurante chinês e pedir sopa de barbatana de tubarão pensando estarem a ser muito “gourmet”… Enfim, há de tudo.

Nunca é demais ouvir e perceber os gostos das pretendentes a parceiras. Pessoalmente gosto quando a pessoa que pretendo convidar diz gostar de tascos. É mentira, obviamente - sabe lá ela o que é um tasco. Anyway, é sempre uma oportunidade deliciosa de corresponder e levá-la a uma churrasqueira e comer algo com as mãos. É um teste de fogo que separa de imediato o trigo do joio. Se ela continua a “dar bola”, é porque não mentiu. Mas acreditem, ela vai esfumar-se… Quanto a ti, homem, aproveita o franguinho de churrasco e depois vai dormir de barriga cheia que é a única coisa que vais levar.

Outra experiência interessante do mesmo género é quando nos dizem gostar de filmes de acção. Um homem pensa: “óptimo, assim não existe discussão na hora de ir ao cinema”. Tive uma “cantiga” dessas – fiquei obviamente contente, como qualquer um ficaria. Até ao dia em que sugeri ir ver o Rambo V. A resposta foi imediata: “Ah, esse não!”. Eu: “Não?”. Ela: “Tem muitos tiros”. Eu: “Mas não disseste gostar de filmes de acção?”. Ela: “Disse, mas isso foi naquele dia”.

Conclusão: a Lua é realmente reguladora das marés. E é uma pena nem todos sermos marinheiros para conseguirmos navegá-las. Assim vai o Mundo… Redondo e cheio de água.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Babi a Única © 2009-2014. All Rights Reserved | Powered by Blogger

Blog Design por The Zero Element