setembro 22, 2016

SE TU GOSTAS... |EU QUERO É QUE SEJAS FELIZ| #13

Ir às compras deixou há muito de ser algo apenas executado pelas mulheres. Digo isto porque conheço muitos homens que vivem sozinhos e será natural que sejam eles a fazer a compras para sua casa. A verdade é que é raro ver homens sozinhos nas compras do leite, ovos e afins, mas tenho uma justificação para isso: eles fazem as chamadas compras “toca-e-foge”. Ou seja, sabem ao que vão, onde existe, em que corredor, e de preferência com poucas pessoas na caixa. O pragmatismo masculino ao mais alto nível, com uma eficácia de fazer roer de inveja o Mourinho.

Por outro lado vejo algumas mulheres sozinhas a aviar compras. Mas elas são muito mais selectas na escolha, e muito mais susceptíveis às novidades desses grandes monstros da mercearia tipo Nestlé, Lactogal, Unicer, Procter & Gamble… Qualquer rótulo que mude de cor é merecedor da sua atenção. Resultado: demoram mais tempo. “Demorei, mas assim descobri que nos detergentes existe um Xau que já tem o Vanish incorporado… que grande compra! É o chamado 2 em 1!” Pois é. Mas se é tão boa compra, porque é que da próxima vez escolhem outro e não compram exactamente o mesmo? Se as mulheres fossem lógicas, esta pergunta faria sentido… mas para não ser machista, prefiro apenas pensar que ir às compras, para elas, é uma espécie de terapia. Vai-se lá perceber porquê…

Existem excepções em ambos os lados da barricada. Mas a sociedade criou algumas “regras” que nos fazem ser muitas vezes preconceituosos. Por exemplo: não é bonito ir a casa de uma mulher e ela só ter 2 pratos, 2 talheres e 2 copos numa imensa cozinha. É estranho. Como também é motivo de exercício mental um homem com tantos acessórios na sua cozinha que faz sombra a muitos restaurantes (excepto se se separou recentemente). O que é cada vez mais raro de encontrar é pessoas (homens ou mulheres) que saibam cozinhar. E viva o frango de churrasco!

Conheço muitas mulheres, amigas, e são todas diferentes e todas iguais. Uma diversidade (ou não) que dá um colorido a este nosso mundo que merece não ser cinzento. E por ter este tipo de pensamento continuo a ter mulheres amigas. Mas conheço muitos homens cujas amizades femininas não proliferam e perguntam-me como consigo, e se posso apresentar alguma que isto na meia-idade "tá" difícil… Lembrei-me que a melhor maneira de conhecer mulheres nem é no supermercado porque a abordagem seria sempre considerada engate, nem na rua porque aí pareceria que queríamos assaltá-las. Dei por mim a pensar qual a profissão que me permitiria ter maior contacto com elas… e encontrei: gasolineiro! Alguém está em desacordo que existem mais mulheres que homens a abastecer combustível em gasolineiras com empregado? Penso que não. E é até compreensível – não é nada sexy uma mulher a cheirar a gasolina. Se bem que seria uma boa oportunidade para mandar uma laracha tipo “estás inflamável? Sempre quis ser bombeiro…”

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Babi a Única © 2009-2014. All Rights Reserved | Powered by Blogger

Blog Design por The Zero Element