maio 18, 2016

OPINAR SOBRE OPINIÕES

Sempre que há um evento como o dos Globos de Ouro, assisto serenamente e tento não ligar nem muito menos dar publicamente a minha opinião sobre o tipo de críticas/escrita, como o que li ontem e que vi ser partilhado in repeat no facebook. Não tenho nada contra, nem tão pouco poderia ter, dado que cada um é livre de se expressar e a liberdade em todos os seus sentidos é um direito que nos assiste e que nos custou muito a conquistar. Para além do que se há humor que gosto muito é o inteligente, como é o caso.

Tenho como filosofia que só uso o blog para falar de algo que goste, ou que traga valor acrescentado, se não é para ser positivo não falo e ponto. Mas estou um bocadinho cansada, farta vá para dizer a verdade. Nós portugueses somos exímios a apontar o dedo, a tudo e mais alguma coisa, sobretudo ao que é diferente, "fora da caixa", "alien" portanto. Fazemo-lo com brio e distinção, mas e certamente, se fossemos analisar todas as fotos de grandes eventos que acontecem lá fora, iríamos encontrar também vários momentos de desgraça alheia, tesourinhos e fotos de "pessoas sem noção", ou que tiveram o azar de ser fotografadas naquele exacto segundo e provavelmente não seríamos tão duros nas palavras. 

Opino todos os dias e a toda a hora, sobre o que vejo, quer pessoal quer profissionalmente, mas para mim opinar sobre roupa de forma extremamente crítica é uma coisa, até porque penso que os "alvos" certamente têm inteligência emocional suficiente para saberem lidar com isso (e se não a têm deveriam ter, ou então ignorar), mas e o que já me cansa, é o discurso do género que não queremos reconhecer que somos um país pequenininho "de bifanas e minis". Somos infinitamente muitooooo mais que isso! Não precisamos de ler mais este tipo de afirmações que não nos levam além, não nos dão auto-estima, nem nos fazem reconhecer o tudo de bom que fazemos e que, ainda nos dias de hoje, parece só ter real valor quando reconhecido "lá fora". Precisamos é de leituras e de pessoas que nos inspirem a sermos mais e melhores, sempre! E que nos (re)lembrem que um dia já fomos "donos disto tudo", sim donos daquilo a que chamamos de Mundo. Isso sim é o que precisamos de ouvir, de ler e de partilhar, in repeat, nas redes sociais!

|Escolhi a foto da Marta não como um óptimo mau exemplo, expressão que costumo muito dizer, mas muito pelo contrário. O exemplo de alguém que admiro muito e por vários motivos. Um deles é termos algo de muito grande em comum e que é público, o Amor pelos nossas filhas de quatro patas, e o outro é ter a auto-confiança, mais do que suficiente, para se lhe apetecer usar, "assentos de Saxo Cup compradas na Norauto" e ficarem-lhe super bem. A Marta é esse tipo de mulher. Única. Autêntica. Genuína. E se estivesse no "Tesouras e Tesouros" (programa onde participei recentemente da Sic Caras, para quem não conhece) a comentar diria: "Pirata dominatrix" ou como quiserem chamar, dou-lhe os Parabéns pelo look. Estava e como sempre para mim, numa palavra- Fantástica|.

Imagem © Direitos reservados

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Babi a Única © 2009-2014. All Rights Reserved | Powered by Blogger

Blog Design por The Zero Element