Crónicas da Inês #19

Levar a amizade a sério

Anda a passar pelas redes sociais um anúncio da Super Bock que apela a todos nós que “levemos a amizade a sério”, que nos desliguemos mais das redes sociais e da internet e que dediquemos mais tempo aos amigos.

Consequência dos tempos modernos é possível que algumas pessoas tenham uma tendência maior para se isolar, vivendo atrás de ecrãs e teclados… mas, devemos realmente fazer carrasco desta mudança dos tempos a internet, as novas tecnologias e as redes sociais? Porque, na realidade, quando usadas com equilíbrio, elas ajudam a aproximar pessoas: a encontrar aqueles com quem fomos perdendo o contacto ao longo dos anos, a aumentar o contacto diário entre amigos através da partilha instantânea de imagens e experiências, a facilitar a comunicação e a encurtar a distância daqueles que estão separados geograficamente.

Já a canção do Leo Sayer dizia “the telephone can’t take the place of your smile” (o telefone não substitui o teu sorriso) mas, em bem da verdade, o telefone aproxima as pessoas. O Viber, o WhatsApp, o Messenger, o iMessage, o Skyper (há para todos os gostos!) facilitam as comunicações e hoje há amigos com quem falo todos os dias graças a estas tecnologias. E são os mesmos amigos com quem estou, fisicamente, à noite, de dia, durante a semana, ao fim de semana, quando nos apetece. Os amigos a sério com quem não partilharia metade das coisas que vejo e ouço se estas tecnologias não existissem. Os amigos a sério que estão, literalmente, à distância de um clique.

E não há desculpas. Não há sofá, não há trabalho, não há sono porque quando há, honestamente, pensem para vocês próprios: “são mesmos estes amigos com quem eu quero partilhar e investir o meu tempo tão escasso? São estes amigos os meus bons amigos?”. Porque, na generalidade, não temos de arrancar os amigos de onde quer que seja. E quando estamos com uns amigos, não estamos com os outros virtualmente. Pousamos o telefone e levantamos o copo, aí sim. E se não puderes hoje, arranja forma de poderes, porque sabes lá o que está reservado para amanhã.

Imagem © Direitos reservados

CONVERSATION

0 comentários:

Enviar um comentário

Back
to top