Princípio da Semana #39

- Crença; Adesão absoluta do espírito àquilo que se considera verdadeiro; Sentimento de quem acredita em determinados ideias ou princípios; Religião; Culto; Estado ou atitude de quem acredita ou tem esperança em algo.

Causa sem dúvida interrogação, como é que uma palavra tão pequenina é tão forte. Diria mesmo que das palavras pequenas é a que mais força tem. A fé é um sentimento de total de crença em algo ou alguém, ainda que não haja nenhum tipo de evidência que comprove a veracidade daquilo em que acreditamos. Ter fé implica uma atitude contrária à dúvida e está intimamente ligada à confiança. Ter fé significa ter esperança que algo vai mudar de forma positiva e para melhor. 

Ter fé é a forma mais pura de acreditar. É algo que todos nós precisamos como do ar que respiramos. A fé, para o ser verdadeiramente, tem que ser inabalável e vivemos numa sociedade, num mundo, em que não é fácil não nos sentirmos inabalados em certos e determinados momentos. As chamadas provações, por que todos passamos, falando num contexto mais religioso. Desde sempre que a palavra e respectivo significado remete-nos e está intimamente ligada a religião a um sentido religioso, mas ter fé é infinitamente superior a toda e qualquer religião. Quem é religioso tem fé, mas não é preciso ser religioso para ter fé. A fé transcende todo e qualquer campo. A fé é nossa, é o que temos de mais de mais particular, de mais único. A fé vem da nossa(s) paixão(ões), de sermos apaixonados por algo ou alguém.

Acredito que ao longo do nosso caminho vamos tendo vários momentos e "fés" diferentes. A fé numa determinada religião, num determinado clube, grupo ou banda, são inúmeros os exemplos, mas há uma que nunca o deve ser. A fé em nós. O acreditarmos piamente em nós como totalidade que somos, com todas as nossas virtudes e aspectos menos virtuosos.

Há também que ter em atenção e temos toda uma história de humanidade que é prova disso mesmo, que a fé, está intimamente ligada ao fanatismo, em que passa a extremos e a ser algo em que o bem e o mal deixam de existir e em que se comete todo um conjunto de atitudes em nome de e esse nunca deveria ser o caminho. Como em tudo, se há que saber viver em equilíbrio e sobretudo nunca impormos aquilo em que acreditamos, a nossa fé, os nossos princípios a terceiros.

Deus, energia, universo, força do pensamento, esperança. Não importa o nome que lhe damos, mas o acreditarmos em algo de superior a nós, ter fé, é algo que nos traz conforto, alegria e segurança nos momentos mais difíceis. E é certo que a fé move montanhas, mesmo que essas "montanhas" sejamos nós próprios.

"Fé é a coragem de acreditar (sem qualquer desconfiança), em algo que não vemos"

Imagem © Direitos reservados

CONVERSATION

0 comentários:

Enviar um comentário

Back
to top