Princípio da Semana #12


sau·da·de- (latim solitas, -atis, solidão), lembrança grata de pessoa ausente ou de alguma coisa de que alguém se vê privado; Pesar, mágoa que essa privação causa; Boas lembranças ou recordações.

Associamos muito saudade a um sentimento negativo, algo que nos pesa, que nos é doloroso. Na maior parte das vezes é-o de facto. A saudade dói, provoca contracções musculares, faz com que tudo perca a cor, faz com que o amarelo se torne em cinza, faz com que tudo nos pareça simplesmente triste.

Mas não tem que necessariamente ser sempre assim, podemos também senti-la de forma positiva, quando nos lembramos de algo da nossa infância, ou adolescência, de uma música, de um momento ou de uma paisagem que nos ficou gravada na memória por exemplo. Tudo depende da nossa forma de olhar para o que aconteceu, dado que saudade pressupõe sempre olhar para trás, mesmo que esse atrás seja ontem. Já é passado, passou, ficou. Faz parte de nós, da nossa vivência, da nossa história.

A saudade é para mim dos sentimentos mais difíceis de definir e acredito que é provavelmente dos estados mais trabalhosos de gerir internamente. Quando estamos felizes, existem os abraços, o carinho, as gargalhadas, quando estamos tristes existem as lágrimas, os desabafos, o colo de alguém, quando estamos com raiva há a vontade de ficar longe, damos uso às palavras, aos gritos mais ou menos silenciosos, quando estamos com saudade, não existe nada… Não há a presença, não existe o cheiro, o olhar, o sorriso, a voz ou qualquer proximidade do que se quer por perto e não há nada, nenhum mecanismo de resposta, dentro de nós, pronto a actuar.

Saudade é um vazio que sentimos que é preenchido pela vontade, é uma sede que não sacia, é uma fome que não acaba. Saudade é acima de tudo falta. Falta de algo, ou de alguém. Saudade é estarmos ou nos sentirmos sós e rodeados de uma presente ausência, de pensamentos recorrentes e de desejos intermináveis.

Saudade é sonhar acordado, revivendo "in repeat" aqueles momentos, aquela pessoa ou aquela situação. Saudade é parecer que o tempo passa devagar, é contá-lo e acreditar que que ele está mais lento.

Saudade é um sentimento que nos une e que liga a todos.
Todos sentimos saudade(s) de alguém, de algo, de um momento, de uma noite, de uma determinada hora, de uma gargalhada, de um toque, de um cheiro, de uma vida, de uma pele que já tivemos.

"Saudade tem rosto, nome e sobrenome. Saudade tem cheiro, tem gosto.
Saudade é a vontade que não passa. É ausência que incomoda.
Saudade é a prova de que tudo vale a pena…" Lu Oliveira


Imagem © Direitos reservados

CONVERSATION

0 comentários:

Enviar um comentário

Back
to top