Princípio da Semana #3

cui·dar- Acção de tratar de algo ou alguém; Zelar ou tomar conta.
É o meu verbo preferido e na minha opinião muito pouco usado. Falamos muito em gostar, amar e até adorar, mas muito pouco em cuidar de... Existe o cuidar de nós próprios, fisica e mentalmente praticando acções no dia-a-dia necessárias para manter o nosso bem-estar e o cuidar dos outros.

Na minha opinião existem os cuidadores e os que são cuidados. Normalmente tendemos mais para ser um deles. Há os cuidadores por natureza que se especializam tanto no desenvolvimento desta característica que acabam por abrir mão, mesmo sem notar, de serem cuidados e os que pela sua maneira de ser são habituam-se a serem cuidados e tendem a não desenvolver habilidades de cuidador, nem tão pouco a sensibilidade para perceber o momento adequado para olhar e sentir que também precisam de cuidar e olhar para "o outro". O ideal como em tudo é existir um ponto de equilíbrio entre um e outro. Há sempre um momento certo para todas as acções.

Cuidar envolve percepção do outro, muito tacto, empatia e simplicidade para aprender e respeitar sem superioridade, "o outro". Ser cuidado envolve acima de tudo muita humildade para aceitar o momento de carência e acima de tudo estar aberto a receber. A palavra-chave aqui é sensibilidade. É a única "ferramenta" que nos ensina a diferenciar o momento certo de ser um ou outro.

É bom ser cuidador, é para mim a expressão máxima de gostar, amar, querer o bem de alguém, mas também é bom sermos cuidados e principalmente não nos sentirmos mal por isso, pelo contrário! É fundamental sentirmos que somos merecedores desse mesmo cuidar. O desafio é mesmo este, encontrar este tal ponto de equilíbrio, o que muitas vezes não é fácil, pois agimos sob determinados padrões que nos levam a seguir verdadeiros rituais de comportamento, no entanto, penso que se reflectirmos sobre o assunto e mesmo que um deles prevaleça dentro de nós será mais "fácil" existir uma harmonia que nos permita por vezes sermos cuidadores e outras vezes fazer parte do segundo grupo.


Imagem © Direitos reservados

CONVERSATION

0 comentários:

Enviar um comentário

Back
to top