"Há Sempre um Amanhã"

Está a ser a minha primeira leitura de férias e estou a gostar bastante. Gosto muito de histórias com várias personagens, em que todas elas têm algo em comum com a principal, como é o caso deste "Há Sempre um Amanhã". Devo confessar que a capa e a sinopse foram factores decisivos para esta ser uma leitura obrigatória:

"A maior parte das pessoas consegue lembrar-se de um momento decisivo na sua vida. Uma fração de segundo quando o tempo parou e a vida mudou para sempre. Para Lily Ormond, esse momento chegou ao fim de um dia, quando foi abrir a porta e descobriu que, enquanto estava a esmagar alho e alecrim e assistir a telenovelas, a sua irmã gémea Alison se tinha afogado. Foi difícil conciliar-se com a perda da única irmã e melhor amiga, e mais ainda tornar-se mãe de Charlie, o filho de Ali com três anos de idade, mas descobrir que a sua irmã gémea levava uma vida secreta havia anos quase destruiu Lily... E assim começa uma viagem relacionada com quatro homens que tinham feito parte de uma vida que ela nem sabia existir. Uma viagem que obriga Lily a reconciliar-se com a memória do pai que nunca se importou realmente com ela, com uma criança que precisa muito de si e com uma irmã que não era o que parecia".

Editora: Quinta Essência;
Preço: 15,50€

CONVERSATION

0 comentários:

Enviar um comentário

Back
to top